O Manual do Chato

Que o mundo está ficando muito chato, todo mundo sabe. E que, ainda que não seja cientificamente comprovado, é um vírus contagiante.

Para quase tudo existe tratamento: se você é gordo pode emagrecer, se você é feio, pode tentar ficar mais bonito, se você é meio desequilibrado existem terapias, e por aí vai. E graças à tecnologia, até para as doenças mais cabeludas da humanidade existem tratamentos.

Todos nós temos as nossas chatices, as nossas manias. Existem até fases em que queremos “terminar” com nós mesmos porque não aguentamos a nossa chatice. Como disse algum colunista da Veja (sorry, não lembro quem), existem até os chatos bem intencionados e todos nós temos um amigo “chato”. Mas a verdadeira chatice, aquela que é característica da pessoa, é insuportável. Tanto que normalmente essas pessoas são as mais solitárias, e não é por opção. Nem a própria família aguenta a chatice do ser humano. Tem gente que pediu pra ser chata no Vale do Eco. Por isso, resolvi fazer um pequeno manual para que todos nós possamos refletir (e isso inclui a Clotildes) sobre a chatice, e quem sabe assim a vida fique mais “easy going” para todos nós:

1 – A Voz – Um dos primeiros indícios que o ser humano é chato, é a voz. Se você tem uma voz aguda demais, estridente demais ou se fala tudo com a mesma entonação (seja alto ou baixo), procure uma fono. Ninguém aguenta.

2- O exagero de sentimentos – Ninguém suporta gente animada demais. Feliz demais o tempo todo. Realizada demais. Mas também ninguém suporta gente que só reclama. Tem gente que reclama tanto, que se ganhasse na Mega Sena falaria “Ahhh que saaaaco, que faço com esse dinheiro agooora?”. Isso afeta as pessoas e, acredite, você não vai despertar a atenção das pessoas desse modo. Elas não vão sentir dó (caso você reclame) nem inveja (caso você seja SUPER feliz). Elas só vão ficar de saco cheio. Isso inclui as redes sociais. Se você acha que desabafar no Facebook a todo momento é válvula de escape para os seus problemas, compre um diário. Se você acha que os outros acham bonitinho que falar com você naquele MSN que daria inveja a um show da Cher de tanto adorno, está enganado.

3- Que eu saiba, ainda que existam sites de venda coletiva e o Mercado Livre, a verdade não está a venda. Por isso, se você comprou ela à vista, devolva. Se reparar bem, ao invés de no seu voucher estar escrito “Dono da verdade” está escrito “Caga Regra”.

4- Se uma pessoa está feliz dividindo algum acontecimento legal que aconteceu ou vai acontecer com ela e você gosta um tantinho que seja dessa pessoa (ou se tem um tantinho que seja de educação) curta ou se retire. É aquele famoso ditado: se não tem algo bom para falar, não diga nada. Supondo que a pessoa está super feliz contando que comprou uma bolinha amarela, pra quê dizer que a sua bolinha vermelha é MUITO mais legal? Guarde isso pra você. Se a pessoa está contando, toda animada, que vai catar siri no mangue e que sempre sonhou em fazer isso, pra quê dizer que acha isso chato, e que não tem vontade, e que é sujo e bla bla bla? Estragar prazer é chato. E “inveja branca” não existe.

5- Por outro lado, se você está super empolgado contando uma história que já dura mais de 10 minutos e as pessoas não parecem interessadas melhor parar. Eu sei porque falo demais, e ainda estou aprendendo a me policiar com relação a isso.

6- O mesmo acontece se você interrompe demais. Ficar interropendo os outros ou entrar na conversa alheia que parece séria com um assunto nada a ver, é chato.

7- Engraçado: ou você é ou não é. Para ser engraçado não necessariamente você precisa ser “palhaço”. Tem gente que é engraçada com outras características que não ficar fazendo piada ou tendo “sacadas” geniais o tempo todo.

8- Ser O diferentão e achar que para isso tem que discordar de tudo ou citar coisas que ninguém mais conhece só porque você é cult (vide o Jô), também é chato.

9- Todo mundo tem um amigo (ou mais) com um perfil líder. Isso é completamente normal. O que as pessoas não entende é que um líder É naturalmente um líder. E ele não é melhor que você por isso. Ainda assim, ficar dando “ordens” aos seus amigos o tempo todo, é um pé no saco

10- Por fim, tem gente que não muda o disco né? Fala sempre sobre a mesma coisa. O mesmo assunto, seja ele qual for. Vamos variar né gente?

BÔNUS: Ainda que você seja um chato com amigos (ou ao menos você ACHA que tem amigos) todo mundo precisa de espaço. Ligar 15 vezes por dia pro seu amigo (ou que seja, namorado(a), esposo(a), etc…) só pra perguntar como ele está, ou para ficar chorando as pitangas, é chato.

Resumindo, tudo que é DEMAIS DEMAIIIIIS, é chato. Saber quando parar, quando falar ou ouvir, quando se desculpar, quando rir, enfim… E olha que isso nem é garantia de que você se torne um ser LEGAL. Mas ao menos você será educado e suportável. E enquanto não inventam a “Pílula Legal”, já é um bom começo.

P.S: Esse é um assunto que rende, mas vou parar porque, né, post longo demais também é chato!

Anúncios

4 comentários sobre “O Manual do Chato

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s