Pequenos fatos das academias sob a ótica de uma pessoa chata

Eu nunca fui uma pessoa de academia. Nunca. Já tentei diversas vezes, diversas academias com estilos variados e em épocas diferentes. Veja bem, eu acho de extrema importância cuidar da saúde e por isso acabo sempre escolhendo as academias de dança, já que fiz ballet e outros estilos a vida inteira. Além disso, respeito e admiro as pessoas que de fato curtem academia e adoram malhar.

Malhar. Quando falo que não me dou bem com academia, um dos últimos motivos impeditivos da lista são os exercícios. Nada contra os exercícios, apesar de não ser muito favorável a musculação (simplesmente por gosto pessoal), mas o que realmente me impede de freqüentar uma academia é o seguinte:

–      Tenho que emagrecer.

–       É mesmo? Ué, se matricula numa academia.

–       Não, você não entendeu. Tenho que emagrecer JUSTAMENTE pra começar a freqüentar a academia.

É fato. Sou daquelas neuróticas que só enxergam as pessoas magras e saradas da academia. Não vejo os gordinhos. Os gordinhos estão lá dando voltas e mais voltas no parque, na praça ou na rua justamente pra começar a encarar uma academia e não serem olhados daquele jeito tipo: “Ééééé gordinho, malha BASTANTE que cê tá precisando viu…” , seguido de risinhos maldosos. Sim, eu sou uma pessoa que deve ter sofrido bullying na academia na minha vida passada.

O figurino

Não basta você ter que ter roupa para trabalhar todos os dias e para passear aos finais de semana, ainda tem que pensar na roupa da academia que geralmente são caras. Eu odeio, porque não gostaria de me arrumar pra isso e sou cheia de restrições, tipo, a blusa tem que ser comprida para cobrir a bunda e também não pode ser decotada e tal… E eu ainda, sofro da “Síndrome dos pés quentes”. Meus pés estão sempre quentes, morro de calor no pé e aquela mistura meia grossa + tênis é querer me ver passando mal. Sério. Eu passo mal fazendo as unhas quando a amiga me vem com aquele saquinho cheio de creme pra sufocar meu pé. Mermão, enfia esse saco na minha cabeça e me dá uns tapas tipo BOPE, mas não enfia essa porra no meu pé.

Exame médico

Li que agora não precisa mais desse exame, é isso? Confere? Olha, que bom, porque umas das coisas que já me fez desistir de academia é isso. Você passa e a recepcionista diz: “Olha, é a última vez que você passa sem entregar o exame médico, da próxima a catraca vai bloquear…” A CATRACA OU VOCÊ, sua vaca?!?! Um saco você ter que pedir isso pro médico (ele nem vai te examinar meeeeeu, só vai dar o papelzinho e todo mundo sabe diiiiisso) ou pior ainda: você fazer aquele teste na academia. Um lixo, porque ali você tenta fazer seu melhor e nunca consegue e sempre sai de lá se sentindo um caramujo deficiente.

A empolgação alheia

Eu sou uma pessoa que funciona de forma contrária. Palavras de incentivo me irritam. Se o professor ficar falando “Vamo lá, mais peso” ou “Mais rápido” ou “VAAAAMOOOO”, eu vou levantar e falar: “Foda-se esta merda, tô indo embora”. Já fiz isso. Eu fazia spinning em uma conceituada academia de São Paulo. Parei porque eu ia ser presa. É, eu já tava planejando a morte lenta e dolorosa do professor que gritava, junto com a rata malhada de Maresias que ficava na primeira fileira gritando “UHU” quando ele mandava levantar daquele MALDITO banquinho e eu tava morrendo. Enya (a cantora), yoga e professores que gritam em aulas de spinning me despertam um instinto violento de dar inveja aos filmes do Tarantino.

Socializar

É, de longe, O MAIOR PROBLEMA. Socializar. Eu não gosto de socializar com estranhos. Eu não gosto de compartilhar ideias. Eu já tenho os meus amigos e não quero outros. Eu só socializo quando eu bebo e eu não acho legal ir bêbada para a academia.  Recentemente eu fazia ballet e adorava, porque o ballet tem “uniforme”, só tem mulher ou gay (gosto menos ainda de socializar com HOMENS que não conheço, sou uma senhoura casada de respeito) e ninguém socializava muito porque o ballet não “pede” isso. Por conta dos problemas de horário, mudei para o jazz. A dança em si tudo bem, é bem legal. Só que a turma do jazz já é uma turma que SUPER socializa, logo na primeira semana me chamaram para participar da vaquinha do presente de aniversário da professora e pediram meu e-mail porque elas tinham um grupo e tal e… Bom, parei o jazz.

Banheiros

Todo problema que tenho em socializar não tenho com pessoas peladas ou em ficar pelada na frente dos outros (coisas de quem fez ballet a vida inteira, acho, ou pra você ver como funciona a minha cabeça tipo “ficar pelada ok, mas conversar com você, não”), mas sei que a maioria das pessoas têm. Sei que a maioria das pessoas DETESTA os vestiários de academia por tudo que ele engloba. Sei lá, eu não tenho esse problema então não sei escrever bem sobre ele, mas vocês entenderam.

Aí você pensa: “Poxa, você já tentou aquelas academias de 30 minutos só para mulheres?”. Tentei. Mais de uma vez. Essas academias tem uma junção de fatores que me impedem de gostar delas: música + tias + professoras. As músicas são próprias e por isso são de 1990. Eles não inovaram. Me sinto naqueles brinquedos de dança japoneses que detesto. Fico desesperada. E tias… Ah, as tias… TIA = SOCIALIZAR e já falamos sobre isso aqui. E por fim, as professoras. Elas são ótimas mas são gordas. Pronto, falei. DENÚNCIA: AS PROFESSORAS DAS ACADEMIAS DE 30 MNUTOS PARA MULHERES SÃO GORDAS e se ela é gorda, como EU vou emagrecer?

Pronto, me julguem…

eu-bebo-enquanto-eu-malho-eu-chamo-de-bacardio--d0ccf

Anúncios

Um comentário sobre “Pequenos fatos das academias sob a ótica de uma pessoa chata

  1. Putz, achei que fosse a unica que nao tinha problemas em dividir banheiro mas me negava a socializar mas as animadoras de torcida. To me sentindo mais normal… Amei!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s