Pague mais às mulheres

“Todas nós conhecemos a velha história sobre mulheres que deixam o mercado de trabalho. A sabedoria popular diz que mulheres em torno dos 30 anos deixam seus empregos porque estão começando suas famílias e precisam de mais flexibilidade que seus empregadores podem oferecer.

Bom, pois pasmem: um novo estudo global mostra que as mulheres não deixam seus empregos porque estão preocupadas com obrigações familiares e sim porque a empresa não paga o suficiente, nem as promovem. “Surpreendentemente”, diz o relatório, as jovens mulheres apontaram encontrar um trabalho que pague melhor, falta de aprendizado e desenvolvimento, escassez de trabalho significativo e interessante, como as principais razões pelas quais elas deixam seus cargos.

Isso só é surpreendente se você nunca conversou com uma mulher na casa dos 30 anos. A maioria das mulheres não precisa ser incentivada para se importar com seu trabalho e nem precisa ser forçada a se dedicar mais. Elas estão lá por inteiro. O problema é que, frequentemente, seus esforços não são reconhecidos, cultivados e compensados como os de seus colegas do sexo masculino.

Mas a realidade é que, se você é um empregador, você pode manter suas funcionárias mulheres e fazê-las felizes tomando três medidas simples:

  1. PAGUE MAIS ÀS MULHERES: Pague para nós o que você paga para colegas homens que fazem o mesmo trabalho. Pague-nos o suficiente, de modo que, se você, sem querer, mandar um e-mail com a planilha de salários para todo os funcionários, você não ficará envergonhado. Pague o que merecemos, mesmo se não pedimos. Pague o que é justo.
  2. PAGUE MAIS ÀS MULHERES: Não conclua que queremos nos tornar mães. E se nós já somos mães, não conclua que preferimos ter menos responsabilidades e horas trabalhadas. Conclua, em todos os casos, que trabalhamos duro e queremos dinheiro. Mais dinheiro. Enquanto estamos presentes todos os dias, fazendo bem o nosso trabalho, e até falarmos que precisamos de um novo cargo ou de uma carga horária diferente, pague mais. E continue pagando.
  3. PAGUE MAIS ÀS MULHERES: Faça. Agora.

Então, agora que você está pagando o mesmo a homens e mulheres, vamos ver o que mais você pode fazer para manter as mulheres na sua empresa. Você pode trabalhar com elas de forma que desenvolvam suas habilidades e as usem de forma interessante e significativa. Se isso parece tomar muito seu tempo ou se soa “gerencial” demais, não se preocupe. Você pode pagar ainda mais e talvez você tenha a sorte de mantê-la por mais tempo. Tudo o que você tem que fazer é reconhecer que o potencial das mulheres é igual ao dos homens. Sim, mesmo se as mulheres em questão são mães.

Se a sua preocupação primordial é manter mães no mercado de trabalho, pagar mais às mulheres resolve esse problema também. Para muitos casais heterossexuais, atualmente, a decisão sobre qual dos dois deve ficar em casa cuidando dos filhos é unicamente financeira. Se o trabalho DELE paga mais, e geralmente paga, o casal obviamente decide que ELA deve ficar em casa caso não possam arcar com outras opções, como escola em tempo integral ou babá. É uma questão de gênero, mas menos por conta dos papéis de cada um no cenário familiar e mais pela quantia recebida pelo seu trabalho.

Desigualdade salarial e obrigações com a família não são duas coisas diferentes que afastam a mulher do mercado de trabalho: pelo contrário, são a mesma coisa.

O ponto da questão é, em outras palavras, financeiro. Claro que a biologia tem seu papel – mulheres precisam de um tempo de recuperação físico após das a luz. Mas se elas são recompensadas de forma justa em todos os estágios da sua carreira, elas estariam em condições de igualdade com seus parceiros e colegas de trabalho do sexo masculino após se tornarem pais. Garantir licença maternidade remunerada para todos os funcionários e ambientes de trabalho flexíveis também ajudaria, mas pagar mais às mulheres desde o seu primeiro emprego, seria uma mudança decisiva.”

 

mulher trabalhando

 

Texto traduzido e adaptado do NYMag.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s